Cardápio da Semana

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Saudações headbangers!

Mais uma semaninha começando e lá vamos nós com um cardápio recheado do melhor do underground brasileiro!

Vamos começar falando da banda Aquaria!
Aquaria começa com membros oriundos de um grupo chamado Uirapuru, considerado pela mídia especializada do Brasil e exterior como a “revelação do gênero”. Em pouco tempo, o grupo conseguiu boa projeção nesses meios, com reportagens e entrevistas, com apenas um demo CD, considerado por muitos seu primeiro álbum. No Japão, a banda ganha status de “cult”, com resenhas espontâneas e pedidos para gravação do primeiro álbum, inclusive com propostas de gravadoras, mas, surpreendentemente, nada que motivasse. Era preciso uma transposição para um novo estágio, mudar a rota, não a meta de chegada. E de maneira mística, surge o nome AQUARIA, de vários significados.
Paralelo à saga de AQUARIA, uma história que também remete a ciclos: a LUXAETERNA saga. Ela retrata a gênese do mundo. Os Seres Ascencionados, liderados por Urano, criam todas as coisas, e com elas, Gaia, deidade suprema e a própria Terra em si, cuja responsabilidade é a criação dos seres de vida. Neste entusiasmo, cria o Homem, provido de expressão livre, o que provoca séria dúvida aos Ascencionados, não lhes prometendo a bênção, pela possibilidade de serem subjugados. Assim, criaturas mal intencionadas, observando a desconfiança dos Deuses, começam a espalhar a cizânia entre os povos. Gaia é responsabilizada e condenada a se tornar humana. Uma grande batalha é iniciada, com desfecho favorável a Gaia, coroada a rainha da Terra.
O segundo álbum da banda, Shambala - Second Chapter, lançado no início deste mês no Brasil pela gravadora Hellion, foi mixado pelo renomado produtor Tommy Hansen (Helloween, Pretty Maids, Jorn Lande, TNT),narra a história de um degredado português que chega para explorar a Amazônia na época do descobrimento do Brasil. A sonoridade é composta por elementos regionais brasileiros e música clássica. Orquestras convivem lado a lado com o maracatu, o coco, o baião, o batuque do candomblé, aliados à força do heavy metal.
Recentemente o baterista da banda, Bruno Agra, foi anunciado como o novo integrante do Revolution Renaissance, a nova banda de Timo Tolkki, ex-líder do Stratovarius.


MySpace: http://www.myspace.com/aquarialuxband

Indo para a região Norte do nosso país, mais precisamente para a cidade de Manaus (AM), vamos apreciar agora o heavy metal melódico da banda Glory Opera.
Um dos grandes nomes do heavy metal brasileiro, desde o seu inicio procurou valorizar os temas regionais, abordando lendas e mitos da Amazônia, juntamente com ritmos e batidas características da musica amazonense. Pode-se encontrar nas letras, referências à Iara, cobra grande, ritual da Tucandeira, pajés, guerreiros e magia. Isso é extremamente importante, pois acaba tornando-se uma marca registrada da banda, e é algo que, até então, não havia sido explorado por nenhum outro grupo no Brasil. O Glory Opera foi formado em 1997 e lançou dois discos: Rising Moangá (2003) e Equilibrium (2007), ao qual rendeu à banda grandes frutos, sendo que o vocalista Humberto Sobrinho e o baterista Helmut Quacken foram finalistas na escolha de músicos para o Angra (em sua reformulação em 2001).
A banda segue uma linha denominada ‘melódico progressivo’, dentro do heavy metal, e é uma vertente extremamente bem recebida na Europa, Japão e América Latina. Este tipo de som procura trabalhar com melodias ricas em sonoridade, incorporando vários estilos, procurando trabalhar o lado técnico com seus arranjos orquestrados, corais e percussões, tornando o som complexo e belo. Isso acaba se tornando um atrativo a mais aos amantes da música, pois além do público que admira o som, é fácil notar a presença de músicos de diversos estilos em suas apresentações.
A banda teve a oportunidade de tocar por duas vezes com o Shaaman, sendo uma delas, o show de lançamento em São Paulo. Também se apresentou com a banda internacional Nightwish no Rio de Janeiro e Belo Horizonte, tocando para um público de quase 10 mil pessoas.
Recentemente fez a abertura para o Symphony X em Manaus.
O último trabalho da banda,“Equilibrium”, foi totalmente gravado e mixado em São Paulo, no Estúdio DIESEL, por Paulo Brancaccio (Destra, Abstract Shadows, Dracma), seguindo os mais altos padrões de qualidade, e teve a participação de grandes músicos amazonenses e paulistanos.
O trabalho conta, em quase 77 minutos de música, a história de um guerreiro, desde o seu ritual de iniciação, até seus primeiros conflitos com tribos inimigas e sua paixão proibida, num clima totalmente indígena regada a lendas e mitos, onde amor, ódio e traição se misturam usando a Amazônia como pano de fundo.

Site: http://www.glory-opera.net/port/index.html
MySpace: http://www.myspace.com/gloryopera

E para finalizar o cardápio desta segunda feira, vamos falar do Thoten.
Formada em fevereiro de 1997, a banda já gravou uma fita demo - "Belief of a New World" e abriu o show do Savatage, no Imperator, Rio de Janeiro, em 1998. No entanto, devido a problemas com o contrato empresarial, o Thoten foi obrigado a ficar dois anos parado. Impossibilitados de tocar, o desânimo rondou a banda, mas o incentivo de amigos e fãs e a proposta da gravadora Metal Gallery deram força ao Thoten.
Com nova formação, a banda entrou em estúdio com Renato Tribuzy, um dos três mais votados pelo público para substituir André Matos, no Angra; Frank Schieber, nas guitarras; Marcos Barzo, na bateria; Sidney Sohn, nos teclados; e Itho Cruz, no baixo.

Para a produção do novo disco foi chamado o conceituado guitarrista Kiko Loureiro, do Angra, que também tem participação nas guitarras em algumas músicas. O estúdio para gravação e mixagem do CD foi escolhido segundo critérios da própria banda: local de ar puro e longe do stress da cidade. Além disso, a qualidade dos instrumentos e aparelhos usados deveriam refletir o trabalho proposto. Localizado em Itaipava, no Rio de Janeiro, o Jardim Magnético, estúdio do músico e produtor Fábio Fonseca foi a casa do Thoten durante um mês. Comandados por LC, técnico de gravação que trabalhou com vários artistas de peso, como Gilberto Gil e Caetano Veloso, o "Beyond the Tomorrow ia ganhando forma.
Para a última etapa da produção musical, a Metal Gallery, acreditando no sucesso de seu primeiro trabalho, decidiu fazer a masterização do CD do Thoten em um dos estúdios mais especializados em heavy metal, o Hollywood Blasers - House of Music, na Alemanha, onde já gravaram nomes como Primal Fear, Helloween e D.C. Cooper.
Em fevereiro, após algum tempo de espera, o CD de lançamento da banda Thoten, “Beyond the Tomorrow”, foi lançado no Rio de Janeiro e em São Paulo. Logo depois, a gravadora Metal Gallery Records e a Hellion fecharam acordo para a distribuição do CD, que começou a chegar em várias cidades do país.
No Brasil, a maioria das revistas especializadas, programas de rádio, fanzines, webzines e jornais estão dando um grande apoio ao trabalho da banda e têm publicado várias notas, entrevistas e reviews do CD.
Em outros países, a divulgação que está sendo feita começa a dar resultados. Antes mesmo de começar a ser distribuído na Europa e América Latina, os fãs do heavy metal de países como Itália e Argentina já podem curtir as músicas do “Beyond the Tomorrow” através das rádios locais.
No momento, a banda Thoten encontra-se em fase de ensaio para os shows que estão sendo programados pela gravadora Metal Gallery. Locais e datas serão divulgados em breve e não contam apenas com cidades brasileiras.

É isso ae, galera! Espero que vocês curtam bastante este cardápio! Até semana que vem!!!

"Keep rocking, friends!" \m/

4 Metalsplashers:

ngm disse...

só essa aquaria aí q é zuadinha pa carai...

Eliane disse...

eeeeeeeeiiiiiiiii

cadê o arthur?
o alê?
a carol?
o thiago?
???

ngm mais aparece por aqui????????????????????????

"Arteathrash" disse...

esse não foi muito bem digesto, mas va bene, aguardemos as próximas gororobas by serjão, nosso baú de preciosidades musicais!

Giulliana disse...

adoro todas as recomendações dele hehehehe xD


;*********