Cardápio Maideníaco da Semana!!!

segunda-feira, 9 de março de 2009

Por Sérgio Leopoldo

Saudações Metalsplashers!!!!

Pegando carona na mais recente visita da Toda Poderosa Donzela de Ferro, decidi que em nosso menu teríamos um aperitivozinho para aqueles que, assim como eu, irão banquetear-se com o prato principal no Autódromo de Interlagos!!!

E que fique claro que desta vez: o Chefe vai dividir as teclas do PC com o Maideníaco!!!

Todo grande império começa pequeno, de um ponto de partida que define quais reinarão e quais serão esquecidos. No caso de nossos heróis britânicos, ela começou em 1981 com o primeiro, e mais querido, álbum da banda o bom Iron Maiden.

Este álbum além de trazer clássicos como “Running Free”, "Phantom Of The Opera”, a faixa título e a engraçadissima “Charlot The Harlot”, trazia na capa, aquele que é sem dúvida o maior ícone que a música já conheceu: Mr. Eddie The Head!!! O personagem é tão querido, e talvez até mais famoso que os músicos da banda.
Um ano depois a banda sofre uma grande baixa. Perde seu vocalista, o arruaceiro, porém extremamente simpático, Paul Di Anno. Mas tal como a fênix que ressurge majestosamente de suas cinzas, o “general” Harris não deixou a peteca cair, e o resultado?

O mundo viu surgir um dos poderosos e eficientes times que a música conheceu.
O mega-platinado álbum “The Number Of The Beast” foi lançado e nunca mais o mundo esqueceu o famoso trecho bíblico que inicia a faixa título. “Run To The Hills”, “Children Of The Damned”, “Hallowed Be Thy Name” são sem dúvida nenhuma os riffs mais inconfundíveis e inesquecíveis da história!!!

Dois anos depois a Donzela mostraria para o mundo um poder de fogo que jamais alguém diria que uma banda com tão pouco tempo de estrada teria coragem. Mas como eu disse lá em cima, no show business não há espaço para tolos ou covardes!!!
Fazendo uma das mais longas e produzidas turnês da sua história, o Maiden levou seu heavy metal para todos os cantos do mundo com sua “Powerslavery Tour”.

E claro que nós não ficamos de fora, pois foi justamente nessa turnê que o Iron passou pelo Brasil pela primeira vez, tocando no saudoso e verdadeiro Rock In Rio. Foi quando nasceu uma das mais belas histórias de amor e fanatismo que o mundo da música conheceu.
Mr. Steve Haris e cia sempre fizeram questão de dizer o quanto eles eram apaixonados e admirados pela devoção que nós temos com eles.

Depois disso? Clássico atrás de clássico: “Somewhere in Time” e “Seventh Son Of a Seventh Son” vieram recheados de petardos que não demoraram a cair no gosto dos fâs, apesar de nestes dois álbum ficar nítido a mudança no direcionamento sonoro da banda.

Mas nada que assustassem os fãs, pois o fraco “No Prayer For The Dying” e o regular “Fear Of The Dark” caíram no gosto da galera e musicas como “Mother Rússia”, "Bring You Daughter To The Slaughter”, “Be Quick Or Be Dead”, a balada “Wasting Love” e, é óbvio, “Fear of The Dark" são presençsa garantidas em alguns shows.

Mas infelizmente “havia algo de podre no reino da Dinamarca”, e logo a pós a “Fear Of The Dark Tour”, Bruce Dickinson anuncia sua saída da banda para se dedicar a sua carreira solo.

Aqui começa o trecho em que alguns de vocês vão querer trocar de site, mas eu seguirei assim mesmo.
Sim, é verdade. “The X Factor” e “Virtual XI” não podem ser comparados aos supracitados diamantes.
Mas só por isso eu vou deixar de dizer que eles são bons discos? NUNCA!!! JAMAIS!!!!

E nem os 120.000 que lotaram o Pacaembu no ensolarado dia 28 de Agosto de 1996 para assistir a apresentação dos ingleses.
Além disso Blaze Blayely, além de ser um cara muito simpático e sempre receber a todos com um sorriso de orelha à orelha, cumpriu dignamente seu papel na banda e músicas como “Sign Of The Cross”, "Man On The Egde”, Vírus”, “Clan’s Man” e “When Two Worlds Collide” com certeza jámais sairão dos ouvidos, do coração e das lagrimas deste que vos serve!!!!

O resto? Ainda esta sendo magnificamente escrito e, mesmo não “soando ironmaidânicamente”, tem cumprido a promessa de se manter na atividade, mesmo que seja só tocando os clássicos.

Enquanto enxugo minhas lágrimas, vou me despedindo de todos.
Para aqueles que beberão comigo no show: Heineken de peferência.
Para aqueles que vão ficar do lado de fora sendo “true headbanger”: no Ebay tem fralda geriátrica com caveirinhas!!!

Até Domingão no chat do Programa Metalsplash e no autódromo, seus bastardos!!!!!

E Dia 29 MetalSplash Fest I !!!!!
KEEP ON ROCKINGG FRIENDS!!!!

6 Metalsplashers:

Thiago El Patron disse...

IRON IRON IRON IRON!!!

PQP!!!!! TERCEIRO SHOW DO IRON QUE EU VOU!!!! E DESSA VEZ DE PISTA PREMIUM!!!!

fooooda galeeera!!

DIA 29 METALSPLSH FEST 1

"Arteathrash" disse...

buáááá! tb quero ir!!!

" - pense rápido! diga o nome de uma banda que começa com "A":
- Airon meiden???"

hahahaha

clássica piadinha metalsplash! hehe

Carol Cruz disse...

Nem vou... =/

Sergio Leopoldo disse...

Não, clássica piadinha SUA!!!!
A gente vai na Banda BEIJO, amor, relaxa

PS: Kiss = Banda Beijo!!!!!
hhaahahahahuahauhauuah

"Arteathrash" disse...

ai, sérgio! sua piada sim é clássica, véia e sem criatividade!

pelo menos nessa minha piada eu tive a ajuda do meu velho e querido Chiuaua from hell!!!

Metalsplash disse...

Ae, galera, quem daqui vai ao Metalsplash Festival I - Fome de Metal?
Vamos lá dar uma força pro Metal Nacional, porque quanto mais a galera tiver atitude e presenciar eventos assim, mais chances todos nós temos de ganhar mais espaço para o Rock/Heavy Metal no Brasil.

Façam sua parte. Vamos mostrar que eventos assim também são muito importantes e que trazem uma causa que sempre será nobre - a doação de alimentos.

Vamos lá, pessoal! Participem desta campanha! Compareçam ao Metalsplash Festival I - Fome de Metal!

mais informações, visitem nosso blog ou mandem email para metalsplash@hotmail.com
Teremos um enorme prazer em responder a todas as dúvidas de vocês!

Abraços

[b]Metalsplash Festival I - Fome de Metal[/b]
Dia 29/03/2009 - no Hangar 110 - R. Rodolfo Miranda, 110 - Bom Retiro - SP
Horário: a partir das 16h
Com as bandas: Army of Agony, Blasthrash, BreakdowN, ChaosFear e Red Front.
Ingressos: Antecipados R$ 10,00 na Mutilation Records/ Na porta: R$ 14,00 [red](tanto quem comprar na Mutilation, quanto na porta, deverá levar 1kg de alimento não perecível, a ser doado para a Casa de David)[/red]