Cardápio METAL da Semana!!!!

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Saudações Metalsplashers!!!
Como vocês perceberam a melhor coluna do nosso querido blog mudou de dia, então vejam se não vão errar, hein?
Vamos ao que interessa: Rock N Roll na orelha!!

Gravado e mixado em Alfenas, também no Estado de Minas Gerais, "Hail to the Death Metal Legion" marca os 20 anos de existência do CORPSE GRINDER, banda que começou suas atividades em 1987. Não é à toa que o terceiro CD demonstra maturidade e entrosamento, pois o quarteto capricha num death metal clássico e visceral.
O vocalista Júnior mostra-se altamente profano ao microfone, com garganta de sobra para proferir impropérios como "I Despise the Human Race / I Spit on Your Values / I Renounce Your Faiths / Damned World, Earth of Horrors" (em "I Despise the Human Race", a faixa que abre o CD). O baixo de Flávio desponta especialmente matador em "Necrofragments on the Ocean of Blood". Já "Sinister Winged Minstrel" é um cartão de visita e tanto para o baterista Rômulo, que esbanja velocidade e energia nos pedais e nas baquetas. Ademais, "Echoes of Chaos" e "Imminent War" confirmam como Hélio e Júnior (que também é guitarrista base) trabalham muito bem a linha de guitarras do CORPSE GRINDER.
Outras faixas imperdíveis de "Hail..." são "When Death Calls" (a semelhança com a canção homônima do Black Sabbath de Tony Martin fica só no nome mesmo) e "Lady of the Graves", que foi composta pelo quarteto em homenagem a Maria do Cemitério - "a única coveira do mundo, guardiã do cemitério de nossa cidade", conforme explica a banda no encarte do CD. Isso sem falar na faixa-título do álbum, que é uma verdadeira "desgraceira" (como diria um amigo headbanger).
"Hail to the Death Metal Legion", como o próprio nome sugere, é uma verdadeira saudação à legião de fãs do estilo. Um presente digno para celebrar as mais de duas décadas de estrada do CORPSE GRINDER.
http://corpsegrindermg.blogspot.com/
http://www.myspace.com/corpsegrinderdeathmetal


O novo trabalho do quarteto, formado por Itazil Júnior (vocal/guitarra), Daniel Lima (vocal/baixo), Fernando Cézar (guitarra) e Rafael "Piu-Piu" Pereira (bateria), é "Superior", que veio ao mundo numa produção bastante caprichada – mantendo a peteca no alto após "Land of Cannibals", o primeiro álbum verdadeiramente "profissional" da banda, de 2003.
A história do FLASHOVER começou em 1997, com a vontade do então power trio em produzir um metal de qualidade, inspirado em papas como SLAYER, KREATOR, SODOM e JUDAS PRIEST. Desde então, os caras só fazem ganhar espaço na cena thrasher brasileira, com muito respeito no cenário underground e gás de sobra para "ganhar a superfície".
A reputação que Itazil e seus companheiros construíram na cena metal pode ser facilmente compreendida e constatada em "Superior". Além da produção elaborada de Nathan Brasil (RHEVENGE), que também assinou "Land of Cannibals", o novo disco traz participações mais do que especiais: Vitor Rodrigues (TORTURE SQUAD), Fernando Lima (DROWNED), Pedro (ELLFUS), Pablo (DYNAHEAD), Carlos (NARCOZE/ BLAZING DOG), Robson (ABHORRENT) e Germano (TUMULTO) dão o ar da graça ao longo dos quase 40 minutos de porradaria e só engrandecem o resultado final.
O instrumental do FLASHOVER é dos melhores, com destaque para as guitarras de Itazil e Fernando. E "Superior" mostra ao ouvinte uma banda que realmente sabe fazer metal, na fronteira entre o thrash oitentista e o mais profano dos deaths.
"Season in Hell", com sua introdução matadora, nos remonta diretamente às sensacionais obras de SLAYER e VENON (boas referências, por sinal...). É impossível ouvir "Blood of Fire" sem se lembrar de "Disciples of the Watch", hino do TESTAMENT. E o que falar de "Underground", então? Não é à toa que o FLASHOVER, ao notar a receptividade dos fãs durante os shows, já elegeu esta música como "um clássico da banda". "Flesh and Blood" também agrada logo de cara, com seu riff contagiante e sua velocidade brutal, assim como o Sepultura mostrou ao mundo que nossas bandas sabem fazer muito bem.

http://www.flashoverbr.com.br/
http://myspace.com/flashoverbr


Basta uma pequena lista para comprovar isso: Henceforth, Mindflow, Perpetual Dreams, Scars, além de novos gigantes como Krisiun, estão ateando fogo no cenário musical nacional, e isso faz um bem danado para todos os envolvidos, passando por fãs, jornalistas e músicos. Pois agora mais um nome surge e tem tudo para figurar lado a lado com os citados acima: Laudany.
Investindo em uma sonoridade pesada, e que busca por um caminho único, o grupo mostra personalidade em “Trials And Punishments”. Ainda que o rótulo “gothic metal” seja recorrente nas matérias sobre o Laudany, a banda transcende esta denominação. Influências do estilo podem ser sentidas em todas as faixas, assim como pitadas de hard rock, metal tradicional e até progressivo. Para efeitos de comparação, o som da banda me trouxe à mente o grupo finlandês The 69 Eyes, principalmente pelas generosas doses de hard rock.
Mas ficar neste papo de estilos e rótulos é perda de tempo. O que vale é colocar o trabalho para rolar, e daí a coisa muda de figura. O profissionalismo dos caras salta aos ouvidos, com músicas muito bem elaboradas, arranjos que passam a sensação de terem sido muito bem pensados e discutidos, execução impecável e uma produção excelente. Os vocais de Moysés Prado são uns dos destaques do álbum, assim como o trabalho do tecladista Wellington Moreira. Guitarras pesadas são presença constante, o que torna o som do Laudany muito agradável, e fácil, de se ouvir.
De uma maneira geral as dez faixas que compõe “Trials And Punishments” soam bastante homogêneas, com a qualidade nivelada pelo alto (bem pelo alto, diga-se de passagem). A abertura com “Learning To Fall” poderia ser trabalhada perfeitamente como single que estouraria facilmente nas “rádios rock” do país. “Darkening The Youth” também merece destaque, assim como “The Almighty Ego”, a linda balada “Unnatural Paradise”, “Criminal” e “My Dying Seeds”, mas o disco soa convincente do início ao fim.
Merece destaque também o belíssimo trabalho gráfico, de muito bom gosto e que agrada de imediato.
http://www.laudany.com.br/
http://www.myspace.com/laudany
É isso aí meus caros espero que vocês curtam a barulheira desta semana, porque eu já to com o pescoço dolorido!!!
Espero vocês Domingão, lotando o chat!!!
Bjundas!!!
Keep Rocking Friends!!!

2 Metalsplashers:

Carol Cruz disse...

legal o cardápio, como sempre!

=]

"Arteathrash" disse...

dessas aí só conhecia o Laudany
vou xeretar as outras!